Covid19 e Orgânicos

2020-05-27T19:51:31+00:00

A pandemia do coronavirus tem levado a aumentos na demanda de alimentos orgânicos e sustentáveis. Estudo recentemente publicado pela Ecovia Intelligence registra que tal fato tem sido bem documentado no comércio on-line, via internet. A Whole Foods, possivelmente o maior varejista no mundo de comida natural, passou a limitar o número de clientes on-line devido ao crescimento sem precedentes da demanda.  Também na Inglaterra, França e outros países tendência similar tem sido registrada.

Um dos resultados da Covid19 tem sido precisamente uma conscientização maior por parte dos consumidores em geral da estreita relação entre nutrição e saúde. Isto faz com que adquiram mais produtos saudáveis e orgânicos como forma de melhorar a imunidade de seus organismos.

A demanda crescente tem todavia encontrado dificuldade no suprimento dos orgânicos, já que boa parte das matérias primas é suprida por países da Ásia, América Latina e África.

“Lockdowns“ e bloqueios parciais têm dificultado a operação das cadeias de suprimento.   Além disso, a dimensão da escala de recessão ou até depressão econômica, como resultado das medidas de defesa contra o vírus, têm também impacto direto sobre o consumo. Será preciso ainda algum tempo para constatar qual das tendências prevalecerá, após superação das condições atuais.

Todavia, um aspecto é claro, como foi observado pela Ecovia Intelligence: crises de saúde e riscos na alimentação  apresentam em geral efeitos positivos a longo termo no consumo de alimentos saudáveis, a exemplo dos orgânicos.

(Fonte – https://www.ecoviaint.com/organic-foods-getting-coronavirus-boost/)

Deixar Um Comentário