Diferenças entre Sistemas de Produção Orgânico e Convencional

2019-06-10T21:34:20+00:00

Boa tarde amigos orgânicos!

Neste segundo post iremos abordar as principais diferenças entre os sistemas de produção convencionais e os orgânicos.

São chamados de convencionais os sistemas de produção que se utilizam de nutrientes químicos, de solubilidade imediata, uso instantâneo pela cultura a ser plantada ou já plantada bem como dos chamados agrotóxicos, para controle de mato (herbicidas) pragas e doenças (inseticidas, fungicidas, bactericidas).

Por sua vez os chamados orgânicos, para fazer uma distinção simples, são os sistemas de produção que não podem utilizar os insumos acima citados.

A diferença mais importante consiste na forma como ambos sistemas abordam a produção agrícola, mais especificamente no que diz respeito ao solo e nutrição. No sistema orgânico, o solo e visto como a base de todo o processo de produção, na medida em que uma cultura saudável e resistente depende de um solo com condições mínimas de qualidade, medida em boa parte pela quantidade de matéria orgânica nele disponível.  A maneira de nutrir uma cultura orgânica, como consequência, leva ao uso de nutrientes orgânicos, cuja principal função consiste em enriquecer o solo com matéria orgânica.

A segunda diferença diz respeito ao modelo de proteção da cultura: na convencional, são os conhecidos agrotóxicos, resultantes de processamento químico, que tem essa função.   Os pontos positivos trazidos pelos agrotóxicos são bem conhecidos,  mas nos últimos anos tais agrotóxicos tem sido reavaliados levando também em consideração os problemas, que se originam desde resistência crescente de plantas invasoras, pragas e doenças, ate contaminação nos produtos de consumo final, com reflexos na saúde humana.

O sistema orgânico, por sua vez, utiliza-se de um arsenal de métodos e insumos isentos de características toxicas ou contaminantes, a exemplo de rotação e consorcio de culturas, uso de adubos naturais como esterco e compostos, assim como de adubação verde através de leguminosas, Um solo mais bem nutrido e com teores crescentes de matéria orgânica leva a culturas mais saudáveis e menos sujeitas ao ataque de pragas e doenças. As culturas conduzidas sob sistema orgânico são monitoradas através de um método conhecido como MEP (manejo ecológico de pragas e doenças) e tratadas quando necessário através de biocontroles. No caso do milho, por exemplo o trichograma e de notável eficiência no controle da lagarta do cartuxo, o mais conhecido inimigo dessa cultura.

Deixar Um Comentário